23 de junho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
27/07/20 às 15h00 - Atualizado em 27/07/20 às 15h02

Programa Guardião Rural chega à Santa Maria

COMPARTILHAR

 

 

Santa Maria ganhará mais um reforço na segurança: é o programa Guardião Rural que iniciará os trabalhos na cidade. O projeto foi desenvolvido para facilitar a segurança e a comunicação de atendimentos no campo. Os policiais ampliam a proximidade com os proprietários e as informações ocorrem com mais agilidade. A organização nesse formato aumenta a eficiência do patrulhamento, principalmente em áreas com pouca iluminação.

“Estamos iniciando as tratativas para implementar o sistema nas áreas rurais de Santa Maria. Queremos uma cidade segura e bem protegida. Essa interação com a polícia é fundamental”, destaca a administradora Marileide Romão. 

Nos próximos dias, a Administração Regional e as lideranças comunitárias iniciarão as primeiras etapas do processo. A polícia indica que o morador interessado procure a associação de moradores ou o conselho comunitário de segurança para acionar o batalhão rural, que irá promover uma palestra de sensibilização, cadastrar os moradores e criar o grupo.  

Durante o cadastramento é feito o mapeamento da propriedade e definidas rotas para se chegar ao local. Todas as pessoas que moram e trabalham no lugar e os bens da propriedade como animais de criação, automóveis, maquinários, bombas d’água, insumos e outros itens visados por ladrões são relacionados e as informações repassadas para o sistema da Polícia Militar do Distrito Federal.

“Inicialmente, vamos trabalhar com um número em torno de 20 propriedades para fazemos os ajustes necessários.  Além da diminuição do número de crimes, outro aspecto importante no programa é o endereçamento da localidade que facilita muito o trabalho da polícia e dos agentes públicos”, destaca o capitão Emerson, do 3º Batalhão de Polícia Rural. De acordo com ele, as maiores ocorrências no campo são pequenos furtos, roubos e violência doméstica contra a mulher. 

 


Interatividade em benefício da segurança

Após o cadastro inicial, o batalhão disponibiliza para cada imóvel um modelo de placa, com QR Code e número de cadastro, para que os produtores confeccionem e coloquem na porteira ou em outros locais da propriedade. Com as propriedades cadastradas e com a interação, o atendimento é agilizado através do aplicativo WhatsApp. 

“O programa é um pedido dos moradores e ajudará os ocupantes de terrenos em áreas rurais de Santa Maria. Essa interação com a tecnologia é fundamental para a segurança de todos”, comemora o líder comunitário Raimundo Rocha.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros