10 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
1/10/19 às 16h45 - Atualizado em 3/10/19 às 17h11

Comunidade escolar de Santa Maria vota gestão compartilhada no CED 416

A comunidade escolar do Centro Educacional 416 de Santa Maria vai votar, nesta terça-feira, 1º de outubro, a implementação da Gestão Compartilhada na unidade. Essa é a 10ª escola selecionada para participar do projeto. A assembleia é convocada pelo Conselho Escolar e visa a difundir o projeto e debater sobre a implantação dele e sobre as mudanças que serão realizadas. A assembleia será de 19h as 20h30 e a votação, das 20h30 às 23h. A apuração será em seguida. A audiência tem caráter apenas consultivo.

A unidade foi escolhida levando-se em consideração o Indicador de Vulnerabilidade Escolar (IVE) que abrange dados de vulnerabilidade social, índices de criminalidade, de desenvolvimento humano e da educação básica. A nota do IDEB do CED 416 de Santa Maria em 2015 para o ensino fundamental, por exemplo, foi de 3,6 pontos (numa escala de zero a dez). A nota estipulada como meta para a unidade na etapa de ensino era de 4,3 pontos.

A escola foi inaugurada em 1995 como Centro de Ensino Fundamental e passou a ser CED em 2008. Atualmente, atende 947 estudantes de anos finais do ensino fundamental, ensino médio e ensino especial.

Com a apreciação da gestão compartilhada no CED 416 de Santa Maria, serão 10 escolas no projeto no Distrito Federal, intenção anunciada pelo governador Ibaneis Rocha, que pretende ainda que outras 30 unidades escolares também sejam transformadas em cívico-militares até o final do mandato, completando 40 escolas no total. A rede pública de ensino do DF possui 678 unidades escolares, segundo o Censo Escolar 2018.

Escolas de Gestão Compartilhada

Até o momento, nove escolas já aderiram ao projeto e receberam efetivos militares do Corpo de Bombeiros ou da Polícia Militar do Distrito Federal: Centro Educacional 3 de Sobradinho; Centro Educacional 308 do Recanto das Emas; Centro Educacional 1 da Estrutural; Centro Educacional 7 de Ceilândia; Centro Educacional Condomínio Estância III de Planaltina; Centro Educacional 1 do Itapoã; Centro de Ensino Fundamental 19 de Taguatinga; Centro de Ensino Fundamental 1 do Núcleo Bandeirante e o Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia.

As primeiras escolas a discutirem e votarem a implementação da gestão compartilhada foram o CED 3 de Sobradinho; o CED 308 do Recanto das Emas; o CED 1 da Estrutural e o CED 7 de Ceilândia. Todas elas aderiram ao projeto logo no início do ano letivo de 2019 e receberam Policiais Militares para trabalhar em conjunto com a gestão pedagógica das unidades.

Neste segundo semestre, o CED Condomínio Estância III de Planaltina; o CED 1 do Itapoã; o CEF 19 de Taguatinga e o CEF 1 do Núcleo Bandeirante votaram e aprovaram a implementação da gestão compartilhada. Em Taguatinga e no Núcleo Bandeirante, a gestão está sendo realizada em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Já no CEF 407 de Samambaia, apesar de a comunidade escolar ter votado, a princípio, contra a implantação do projeto, a unidade voltou atrás e solicitou a participação na gestão compartilhada. Agora, o Corpo de Bombeiros também já está atuando na escola juntamente com a direção pedagógica.

No Gisno, a comunidade escolar decidiu pela não implementação e, como não houve outras manifestações em favor da gestão compartilhada, a Secretaria de Educação decidiu pela não implantação do projeto na escola e selecionou o CED 416 de Santa Maria para compor as 10 unidades previstas para este ano.

Todas as unidades foram escolhidas levando-se em consideração o Indicador de Vulnerabilidade Escolar (IVE) que abrange dados de vulnerabilidade social, índices de criminalidade, de desenvolvimento humano e da educação básica. As audiências realizadas tiveram caráter consultivo.

Ingresso de novos estudantes

O ingresso de novos estudantes e o remanejamento e renovação de matrícula dos que já estudam na rede seguirão os critérios estabelecidos na Estratégia de Matrícula vigente para o ano letivo, que podem ser consultados no site da Secretaria de Educação. Não haverá cobrança de qualquer valor para o ingresso e a manutenção dos estudantes nas unidades de gestão compartilhada.

Com informações da SEEDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros